• Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura
  • A agricultura, prioridade para o desenvolvimento sustentável das Américas

Preparação do plano estratégico para o desenvolvimento sustentável da cafeicultura na América Central

Preparação do plano estratégico para o desenvolvimento sustentável da cafeicultura na América Central

A elaboração do documento responde às demandas propostas pelos presidentes da região na Declaração especial sobre preços e comercialização do café nos países do Sistema da Integração Centro-Americana (SICA).

A Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da Agricultura do SICA foi feita este ano em El Salvador.

São Salvador, 14 de março de 2019 (IICA). A Secretaria Geral do Sistema da Integração Centro-Americana (SICA) junto à Secretaria Executiva do Conselho Agropecuário Centro-Americano (SECAC) apresentou ações a serem realizadas por todos os países dessa região para potencializar o desenvolvimento sustentável, integral e inclusivo de sua cafeicultura.

Entre essas ações, destaca-se a elaboração de um plano estratégico regional que inclui esforços encaminhados à gestão de opções de apoio financeiro ao setor cafeeiro de Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá e República Dominicana, países membros do SICA.

Além disso, todos os representantes dos países membros do SICA que também fazem parte da Organização Internacional do Café serão incentivados a adotar uma posição conjunta a fim de fomentar o diálogo e ações concretas que favoreçam a redução de desigualdades nos benefícios da comercialização do café.

Na apresentação do plano estratégico, o Secretário Geral do SICA, Vinicio Cerezo, fez referência à crise que o setor cafeeiro atravessa na região e afirmou que o desenvolvimento econômico das famílias rurais deve levar à sustentabilidade ambiental dos territórios.

“O café representa 9% das exportações centro-americanas e gera em torno de 1.800.000 empregos; essa crise afeta principalmente aos pequenos e médios produtores. Não estamos falando de algo pequeno. Temos grandes desafios em matéria de agropecuária, mas enfrentá-los juntos faz a diferença”, disse Cerezo.

O representante do SICA acrescentou que “uma posição regional conjunta sobre esse tema é indispensável para estabelecer parcerias com outros estados, as quais permitirão oferecer melhores condições de produtividade e comercialização desse produto vital para as economias nacionais”.

Por sua vez, o Ministro da Agricultura e Pecuária de El Salvador, Orestes Ortez, ressaltou a necessidade de adotar medidas frente à atual variabilidade climática e destacou o papel fundamental do Conselho Agropecuário Centro-Americano na atenção ao tema de mudança do clima.

Todas essas iniciativas contarão com o acompanhamento contínuo e o apoio técnico do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), organismo internacional que promove o bem-estar e o desenvolvimento rural nas Américas.

A apresentação do plano se desenvolveu no âmbito da Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da Agricultura do SICA, a que assistiram o Vice-Ministro da Agricultura de Belize, José Alpuche; o Secretário de Agricultura e Pecuária de Honduras, Mauricio Guevara; o Ministro da Agricultura e Pecuária da Costa Rica, Renato Alvarado; e o Secretário Geral do Ministério de Desenvolvimento Agropecuário do Panamá, Jorge Ulloa, e o Ministro da Agricultura, Pecuária e Alimentação da Guatemala, Mario Méndez.

 

Mais informação: 

Pamela Ogando, Diretora de Análise Estratégica e Comunicações, SG-SICA

pogando@sica.int

Heizel Alpízar, Representante do IICA em El Salvador

heizel.alpizar@iica.int

Ir Arriba