Ir Arriba

A América Central terá um plano regional de recuperação agrícola em face da crise da Covid - 19

Mauricio Guevara, Secretario de Agricultura y Ganadería de Honduras, afirmó durante la reunión de ministros del CAC que el agro de la región debe reinventarse y generar nuevas estrategias para solventar los desafíos que plantea la pandemia. Fotografía de archivo.
Mauricio Guevara, Secretário de Agricultura e Pecuária de Honduras, declarou durante a reunião de ministros da CAC que a agricultura na região deve se reinventar e gerar novas estratégias para solucionar os desafios da pandemia. Fotografia de arquivo.

San José, 29 de junho de 2020 (IICA). A América Central terá um plano de ação regional para atender às necessidades imediatas do setor agrícola em meio à pandemia da covid-19, que buscará garantir a produção e o suprimento de alimentos, bem como o fluxo do comércio inter-regional de produtos agrícolas.

Os Ministros e Secretários de Agricultura da região concordaram em solicitar a formulação desse plano durante uma reunião virtual do Conselho Agrícola da América Central (CAC), da qual participou o Diretor Geral do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Manuel Otero.

As autoridades da América Central do setor agrícola solicitaram que o plano fosse gerenciado pela Secretaria Executiva da CAC, com o apoio técnico do IICA e da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). A intenção é que esteja pronto dentro de 45 dias.

"Temos que gerar novas estratégias no meio e pós-pandemia, nos reinventar para manter ativa a produção de alimentos, sua fluidez do campo para as cidades; impedir que as cadeias de valor se rompam, que o comércio inter-regional seja bloqueado, para que os alimentos cheguem às mesas dos cidadãos", afirmou o secretário de Agricultura e Pecuária de Honduras, Mauricio Guevara.

“É hora de unir esforços para tornar a região menos afetada, para agir com resiliência. Agradecer a organizações como o IICA que estão nos apoiando lado a lado nessa difícil situação para que a agricultura possa ser mantida e se tornar um setor que gera empregos e riqueza", acrescentou o ministro do Desenvolvimento Agrícola do Panamá, Augusto Valderrama.

Na reunião, o Ministro da Agricultura da Nicarágua, Edward Centeno, destacou o papel fundamental da agricultura para a recuperação das economias das nações da região, bem como para a segurança alimentar, para a qual afirmou que as ações desse plano devem "concretizar-se prontamente" e ser compatíveis com a política agrícola da região da América Central, que também deve "ser adaptada aos tempos e necessidades atuais do setor".

Na reunião virtual, o Diretor Geral do IICA, Manuel Otero, reiterou aos ministros o compromisso da organização hemisférica especializada em agricultura e desenvolvimento rural de apoiá-los não apenas na especificação do chamado plano de ação para atenção imediata ao setor agroalimentar diante da pandemia, mas também, nas iniciativas necessárias para fortalecer a agricultura na região.

“Temos quase 30 anos apoiando o CAC e continuaremos trabalhando com uma abordagem cada vez mais pragmática e de curto prazo. Estamos dispostos a colaborar no que for para o plano de emergência e enfrentar as consequências da covid-19, com o desejo e o compromisso com o desenvolvimento rural da América Central, desejando nos sentir muito próximos dos ministros e produtores nessa circunstância excepcional ” Otero explicou.

Na videoconferência, o titular do IICA também disponibilizou aos ministros as ferramentas com as quais o Instituto trabalha nesta situação de emergência sanitária, por exemplo, a aplicação da medição de excedentes de produtos agrícolas em tempo real exclusivamente para eles e o de boas práticas para proteger os trabalhadores rurais, bem como treinamentos virtuais auto gerenciados sobre medidas de prevenção de pandemia.

Mais informação:
Gestão da Comunicação Institucional do IICA. 
comunicion.institucional@iica.int