Ir Arriba

Grandes artistas das Américas receberam o reconhecimento do IICA por valorizarem o agro e a ruralidade com sua arte

En la ceremonia virtual los artistas que participaron expresaron su agradecimiento con el IICA por invitarlos a formar parte de una iniciativa tan sentida.
Na cerimônia virtual, os artistas participantes expressaram sua gratidão ao IICA por convidá-los a fazer parte de uma iniciativa tão genuína.

San José, 16 de julho de 2020 (IICA). O brasileiro Gilberto Gil, a panamenha Erika Ender, a argentina Teresa Parodi, o grupo equatoriano Jayac e Mistah Dale de Barbados receberam o diploma de Artistas Amigos e Amigas do IICA pela participação em uma campanha do organismo internacional que homenageou àqueles que garantem o abastecimento de alimento em tempos de pandemia.

Os artistas participaram da cerimônia virtual representando os 110 músicos de 22 países que aderiram com sua arte à Homenagem da música popular àqueles que dia a dia trabalham para que os alimentos cheguem às nossa mesas, promovida pelo IICA para amplificar a consideração política e social em relação ao agro e à ruralidade por seu papel fundamental em meio à crise sanitária.

O presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado, participou da cerimônia com uma mensagem na qual ressaltou o papel do agro e o reconhecimento político e social que o setor conquistou.

“Sempre devemos ser agradecidos às pessoas que fazem coisas excepcionais pelos demais. Neste contexto de covid-19, celebramos o trabalho das pessoas no setor da saúde, mas também há pessoas trabalhadoras que dia a dia lutam para levar o alimento para as mesas em toda a América Latina, no Caribe e no mundo. E essas são nossas agricultoras e nossos agricultores, e quero agradecer muitíssimo aos artistas que os homenageiam hoje", disse o presidente Alvarado.

O Diretor Geral do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Manuel Otero, entregou o Diploma de Artistas Amigos e Amigas do Instituto aos músicos e realçou o caráter inédito que a campanha adquiriu.

“Até recentemente parceiros impensáveis ​​na cooperação técnica, os artistas nos ajudam para que nossa mensagem tenha mais alcance e potência. A arte é um instrumento poderoso para aumentar a consideração social e política em relação aos atores da cadeia alimentar. Muito obrigado por esse apoio vital”, disse Otero.

Desde abril, com diferentes participações e estilos musicais, os artistas foram aderindo desinteressadamente ao tributo para prestar homenagem àqueles que, em meio à pandemia da covid-19, garantem a produção, o transporte, a comercialização e o abastecimento de alimentos nos países das Américas.

"Agradecida de coração. Pareceu-me extraordinário prestar homenagem aos trabalhadores da terra, tão centrais e ao mesmo tempo tão invisíveis, neste momento crítico em que justamente seu trabalho tem um valor muito maior. Esta campanha nos fez refletir muito sobre isso”, comentou Teresa Parodi.

“É uma honra fazer parte deste grupo, de nós a homenagem às pessoas que trabalham neste trabalho cotidiano de criação de alimento, da energia para nossos corpos e almas. Foi um grande prazer”, assegurou Gilberto Gil.

Graças à contribuição musical de cada artista, foi organizado um concerto virtual que compilou as canções dos músicos que participaram da homenagem e foi produzido o programa Alimento para todos em conjunto com o Canal Rural do Brasil e que foi transmitido por esse canal, Agrotendência TV, Canal Rural da Argentina, UCR da Costa Rica e Clarín Rural da Argentina para toda a América Latina e Caribe.

"Eu acho tão bonito que tenham sido capazes de criar essa iniciativa para que nós, que estamos diante das câmeras e com as luzes, pudéssemos dar voz ao trabalho dessas pessoas que são absolutamente necessárias para a nossa existência na Terra", disse expressou Erika Ender.

A iniciativa encabeçada pelo IICA constituiu uma mobilização inédita de alcance continental para priorizar, mediante a arte e da cultura, a atividade agropecuária e a abrangência da cooperação técnica de excelência, ainda mais necessária na conjuntura atual.

"A humanidade tem o poder de proteger a terra mediante a agricultura, podemos até pensar que eles são uma única unidade. Esta é a mensagem mais importante que uma campanha como a do IICA deixa clara para muitos, inclusive para os artistas que participaram da homenagem”, disse Dale Rudder, “Mistah Dale”, de Barbados.

A campanha teve o apoio de diversas entidades da região; por exemplo, na Argentina, contou com o respaldo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca da Nação, Ministério da Cultura da Nação, Ministério do Desenvolvimento Social, o Plano Argentino contra a Fome, a Secretaria de Meios de Comunicação Pública, Conteúdos Públicos, Sociedade Estatal e o Fundo Nacional das Artes.

No Brasil, a Unesco e a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), apoiaram a homenagem.

"Gostamos muitíssimo porque esta campanha de reconhecimento é justamente para as pessoas esquecidas, marginalizadas, porque pelo menos em nosso país a maior parte dos agricultores são camponeses e indígenas, e durante toda sua vida eles estiveram nessa luta constante para sobreviver, mas agora em tempos tão difíceis é quando os vemos como realmente são. São aqueles que nos proporcionam a vida através do alimento", concluiu Saulo Díaz, integrante do Grupo Jayac do Equador.

Todos os artistas participantes da homenagem receberão o Certificado Digital de Amigos e Amigas do IICA.

Mais informações:

Gerência de Comunicação Institucional do IICA.

comunicacion.institucional@iica.int